O presente estudo surge a partir da prática clínica adquirida através do atendimento musicoterapêutico de diversos pacientes com este diagnóstico em que o uso da música associada a imagem tem se mostrado como um grande facilitador para a evolução do paciente que apresenta TEA. Assim, ao fazer a junção da música, musicoterapia e imagens no atendimento desta população temos percebidos ganhos para o paciente.

Ler artigo completo