Musicoterapia

[su_custom_gallery source=”media: 7437″ limit=”8″ link=”lightbox” width=”200″ height=”200″ title=”never”]

Vamos conhecer um pouco sobre a musicoterapia?

1. O que é musicoterapia?

Segundo a UBAM  (União Brasileira das Associações de Musicoterapia) , a :

“Musicoterapia é a utilização da música e/ou seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) por um musicoterapeuta qualificado, com um cliente ou grupo, num processo para facilitar, e promover a comunicação, relação, aprendizagem, mobilização, expressão, organização e outros objetivos terapêuticos relevantes, no sentido de alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas.

A Musicoterapia objetiva desenvolver potenciais e/ou restabelecer funções do indivíduo para que ele/ela possa alcançar uma melhor integração intra e/ou interpessoal e,  consequentemente, uma melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou tratamento”.

2. Quais as ferramentas de trabalho do musicoterapeuta?

Nossas ferramentas de trabalho são: os instrumentos musicais, o nosso corpo, nossa voz, a música  e todo tipo de som e ruídos.

3. Qual o campo de atuação da musicoterapia?

Um musicoterapeuta pode atuar na:

Área de saúde: em hospitais, clínicas, consultórios, instituições de reabilitação ou centros de geriatria e gerontologia.  Pode trabalhar também na área social e educacional.

4. Qual o tipo de população que o musicoterapeuta trabalha?

O musicoterapeuta pode trabalhar  com gestantes, bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos.

4 . Indicação

O site psicologia consciências explica muito bem às indicações:

“Sendo inerente ao ser humano, a música é capaz de estimular e despertar emoções, reações, sensações e sentimentos. Qualquer pessoa é susceptível de ser tratada com musicoterapia. Ela tanto pode ajudar crianças com deficiência mental, quanto pacientes com problemas motores, aqueles que tenham tido derrame, os portadores de doenças mentais, como o psicótico, ou ainda pessoas com depressão, estressadas ou tensas. Tem servido também para cuidar de aidéticos e indivíduos com câncer. Não há restrição de idade: desde bebês com menos de um ano até pessoas bem idosas, todos podem ser beneficiados.

Particularmente são indicados no autismo e na esquizofrenia, onde a musicoterapia pode ser a primeira técnica de aproximação. A musicoterapia é aplicável ainda em outras situações clínicas, pois atua fundamentalmente como técnica psicológica, ou seja, reside na modificação dos problemas emocionais, atitudes, energia dinâmica psíquica, que será o esforço para modificar qualquer patologia física ou psíquica. Pode ser também coadjuvante de outras técnicas terapêuticas, abrindo canais de comunicação para que estas possam atuar eficazmente.”

Se você procura um  profissional qualificado e graduado em musicoterapia, veja a lista de profissionais acessando o link abaixo.

Lista Musicoterapeutas Brasil

Referências:

CUNHA, Rosemyriam, VOLPI, Sheila. A Prática da Musicoterapia em Diferentes Áreas de Atuação. R. Cient./FAP, Curitiba, v.3, p.85-97, jan./dez. 2008. Disponível em: <http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/revistacientifica/article/view/1627/966>. Acesso em: 21/11/2017.

Como atua o musicoterapeuta. Psicologia Consciências. Disponível em:<https://psicologiaconsciencias.wordpress.com/2016/04/22/como-atua-o-musicoterapeuta-indicacoes-da-musicoterapia-que-musica-e-a-mais-indicada/>. Acesso em: 21/11/2017.

UBAM. <https://www.facebook.com/ubam.musicoterapia/>. Acesso em: 21/11/2017.

A Galeria Aut não é responsável pela atualização de dados dos profissionais nem pelo serviço prestado.

GAUT- A Galeria de Arte feita por pessoas com autismo!

Páginas

Home
Galerias
Concursos
Doação
Lojinha
Contato

Categorias

Artesanato
Escultura
Literatura
Obras à Venda
Fotografia
Tirinhas
Desenho
Foto do Artista
Música / Áudio
Pintura
Vídeo
Curta-Metragem

© Desenvolvido por Agência Colors – All Rights Reserved